Now Reading
Roteiro de Viagem de Trem pela Europa

Roteiro de Viagem de Trem pela Europa

É inegável o desejo dos brasileiros em realizarem um roteiro de trem pela Europa. Isso se deve, sobretudo, ao fascínio pelos trilhos, há muitos anos desativados no Brasil; à praticidade do deslocamento e à economia.

Eu já fiz algumas rotas de trem no Velho Continente e posso afirmar que a viagem em si já é um dos atrativos. Além, é claro, dos seus destinos finais.

Veja agora as razões e paradas incríveis para planejar um roteiro de trem em solo europeu. Aqui, irá encontrar dicas para aproveitar melhor o seu tempo e dinheiro.

Motivos para Viajar de Trem na Europa

Economia

Photo via @agent_illustrateur. Unsplash

Começo pela questão econômica. Com a variação cambial, uma das grandes preocupações dos brasileiros é não deixar uma viagem à Europa muito cara. Para isso, é preciso pesquisar bastante.

Nesse aspecto, o trem é uma forma viável de se deslocar sem gastar muito. Mas atenção: para que isso ocorra, é preciso comprar as passagens com antecedência!

Três meses antes do embarque é o tempo ideal para iniciar a compra dos trechos. Isso porque, grande parte das empresas que opera os trens, só disponibiliza os assentos para consulta online até 90 dias a partir da data da pesquisa.

Assim, é muito importante não perder esse prazo para poupar dinheiro. Para você ter uma ideia, eu já paguei €29 em um trecho dentro da Itália (entre Roma e Florença) comprando 3 meses antes. No dia, o mesmo bilhete custava €75!

Ademais, outro fator que barateia sua viagem é a mala ser gratuita, o que não acontece nos voos low cost europeus.

Por isso, fique esperto: mesmo que o trecho de avião esteja mais barato, leve em consideração o valor do despacho das malas e o deslocamento para os aeroportos das grandes cidades.

Praticidade

A praticidade é outro fator que pesa na hora de escolher um roteiro de trem na Europa. As estações ficam bem no centro das cidades e é relativamente simples circular entre elas.

É natural chegar tarde em uma cidade europeia e nada se compara já desembarcar bem próximo ao seu hotel. No máximo, você terá que caminhar um pouco, pegar o metrô ou táxi/Uber até sua hospedagem.

Ademais, o embarque nas plataformas é super simples. Nada das filas intermináveis como nos aeroportos, verificação de bagagem ou muitos protocolos de verificação. Tudo é prático: você apresenta seu bilhete impresso ou no seu celular ao fiscal, que fica na subida de cada vagão (ou aparece no meio da viagem), e pronto!

Além do embarque ser simples, o trem tem outra vantagem. Quer trabalhar ou lanchar? É possível também frequentar a lanchonete no trem ou encontrar uma mesa com tomada e wi-fi para atualizar os trabalhos. Para além disso, o espaço no corredor e entre os assentos é bem amplo.

Fascínio

Photo via @jack_anstey. Unsplash

Esse é um fator não menos importante para quem realiza o sonho de ir pela primeira vez para Europa. Percorrer o continente pelos trilhos é algo fascinante para nós!

Confesso que mesmo podendo me deslocar de outras formas, muitas vezes escolho o trem só para deixar a viagem mais com cara de Eurotrip! Eu amei algumas experiências como ir da França à Itália vendo algumas montanhas nevadas, enquanto passávamos pela Suíça!

É claro que nem sempre a paisagem é tão bonita, mas vale a experiência, principalmente se você adicionar os trens de alta velocidade (chamados popularmente de trem bala!).

Assim, para ajudar no seu planejamento, trago um roteiro de trem pela Europa passando por 4 destinos clássicos para a sua primeira vez na Europa: Paris-Londres-Bruxelas-Amsterdam. Todos os trechos são diretos, rápidos e igualmente incríveis!

Roteiro de Trem pela Europa: de Paris a Londres

Photo via @jonastebbe. Unsplash

Viajar de trem entre Paris e Londres é uma experiência inusitada para os brasileiros. Os países são ligados pelo Canal da Mancha. Sabe o que isso quer dizer?

Em resumo, um trecho da viagem (pouco mais de 50km) é feito por baixo das águas! Isso mesmo! Tem uma parte subterrânea.

Contudo, você não terá visão alguma da janela, mas perceberá que entrou no trecho quando o vagão ficar um pouco mais escuro. O que significa que você estará no Eurotúnel. Nos trechos mais profundos, ele chega a 75 metros de profundidade.

Outro diferencial desse roteiro de trem é que você passará pela imigração antes de embarcar para o Reino Unido. Aliás, todo o processo é bem parecido com o da imigração no aeroporto. Você terá que apresentar alguns comprovantes da viagem, passagem de volta e outras exigências que podem ser solicitadas pela fiscalização.

Em média, o deslocamento dura apenas 2:30h. Ao chegar à capital da Inglaterra aproveite os melhores atrativos da Terra da Rainha. Os locais imperdíveis são: o tradicional Big Ben; o Palácio de Westminster; toda a área da London Eye; o Palácio de Buckingham; a linda Tower Bridge (vale fazer um cruzeiro) e Hyde Park.

Uma dica valiosa para curtir Londres é: se possível pegue o ônibus turístico, pois a cidade é enorme e os atrativos são mais distantes.

Mínimo: 4 dias de estadia.

Roteiro de Trem pela Europa: de Londres a Bruxelas

Photo via @@sleblanc01. Unsplash

No trecho de volta entre Londres e Bruxelas, você passará pela imigração quando estiver ainda em solo inglês para poder embarcar para a capital da Bélgica.

Esse controle de passaporte é feito apenas quando você estiver saindo ou entrando nos países do Reino Unido. No restante da Europa, isso não existe.

Quanto a sua bagagem, esta é colocada em uma área específica no trem (cada vagão geralmente tem a sua). Porém, se for uma mala pequena, você conseguirá mantê-la mais próxima, nos espaços acima dos assentos.

A viagem dura, em média, 2h de trem, com velocidade máxima de 300km/h. Eu gosto do conforto e rapidez dessa viagem!

Uma vez que depois se vai esbaldar na gastronomia belga: chocolates, waffles e batatas fritas, aproveite para degustar a última coisa light dessa Eurotrip: um ótimo chá inglês!

Quando em Bruxelas

Eu cheguei em Bruxelas Midi e peguei um metrô para a região do meu hotel, porém havia outras opções para chegada e você precisa escolher na hora de comprar o seu bilhete. Super prático!

Em Bruxelas, caminhe bastante pelo entorno da Grand Place. É o meu lugar preferido na cidade! Tem sempre algo rolando: tapete de flores (se for na primavera), decoração de natal (no inverno) ou apresentações culturais. Eu já peguei uma espécie de carnaval belga com bonecos gigantes (tipos o de Olinda), orquestras e tudo mais!

Para além disso, a comida de rua é farta e as chocolaterias são lindas. Não perca a visita ao Atomium. Se não tiver muito tempo, a Mini Europe e o Manneken Pis para mim, são dispensáveis.

Mínimo: 3 dias de estadia.

Roteiro de Trem pela Europa: de Bruxelas a Amsterdam

Photo via @ronan18. Unsplash

Em 3h de viagem, você deixa a Bélgica e chega à Holanda, nos Países Baixos. Sua capital, Amsterdam, é um destino clássico para a primeira vez de muitos brasileiros na Europa.

A cidade é única, por causa dos seus canais, flores, bicicletas e todo o estilo de vida tão diferente do nosso!

Até à chegada, o trem pode parar em Rotterdam, porém não é preciso trocar de vagão. Essas paradas são apenas para subir e descer passageiros. Independentemente do trecho, nunca duram mais de 10 minutos.

A cidade de Amsterdam é basicamente para se conhecer a pé ou de barco. Portanto, os melhores passeios da cidade vão mesclar essas experiências. Ademais, se quiser vivenciar tudo mais intensamente, recomendo a hospedagem em uma casa-barco! É demais!

Se possível, programe seus dias na cidade fora dos finais de semana. Amsterdam fica sempre mais lotada às sextas, sábados e domingos. Eu prefiro a cidade menos cheia. Essa lotação é responsável por deixar muitos brasileiros de fora de um dos pontos turísticos mais relevantes de Amsterdam: a Casa de Anne Frank.

Este museu, que guarda as tristes lembranças da menina judia e sua família, dificilmente tem ingressos para visitas marcadas com menos de 2 meses de antecedência. Por isso, se programe bem!

Para variar bem seu roteiro em Amsterdam inclua: o Vondelpark, o bairro do Jordaan e a Fábrica da Heineken. Sua viagem aos Países Baixos não estará completa se faltar um bate-volta em Keukenhof (na primavera) e a Zaanse Schans.

Mínimo: 3 dias de estadia.

Roteiro de trem pela Europa: de Amsterdam a Paris

Photo via @cyril_m. Unsplash

Finalmente, o destino final: Amsterdam-Paris! A Cidade Luz é o sonho de grande parte dos viajantes! Esse trecho de volta é mais longo, com 3h20 de viagem, aproximadamente.

Provavelmente, o trem irá parar em Bruxelas, mas nada duradouro. Entretanto, há muitos trechos diretos pelo mesmo valor. É só pesquisar na hora da reserva.

See Also
strategy board games to play at home

Com muitos voos disponíveis a partir do Brasil, a capital francesa é uns dos destinos mais fáceis para iniciar e finalizar uma Eurotrip.

Sua malha ferroviária se conecta a muitas cidades e países. Você pode programar para aproveitar Paris nos dias finais da viagem (mesmo que seja seu ponto de chegada). Esse é um dos melhores truques para aproveitar bem seu roteiro.

Comece indo para os lugares mais distantes e aproveite o lugar de chegada apenas no final (se você chegar e partir pelo mesmo lugar). Assim, você não corre o risco de perder seu voo de volta para o Brasil devido a imprevistos nos deslocamentos internos.

Apesar de os trens europeus serem super pontuais, podem ocorrer situações adversas que coloquem em risco sua programação.

Quer um exemplo prático?

Eu estava em Bruxelas para passar 3 dias e ainda tinha mais 1 dia e meio em Paris, antes de regressar. Eis que no último meu dia na capital da Bélgica, iria acontecer uma greve de todos os transportes no país. Claro que só descobri isso ao chegar lá.

Resultado: tive que antecipar minha volta para Paris antes da paralisação. Devido à greve, depois não haveria mais lugares (a demanda do dia parado foi automaticamente reposta para o dia seguinte!)

O que quero dizer é: a greve poderia me fazer perder o meu voo de volta ao Brasil, caso minha chegada à capital francesa tardasse em apenas um dia! Logo, não arrisque!

Tive prejuízos na reserva de Bruxelas que paguei por mais dias e não usei. Tive que ampliar minha reserva em Paris, pois cheguei antes. Além disso, paguei a diferença por antecipar a passagem de trem. Sem contar a verdadeira peregrinação que fiz em diversas estações para conseguir antecipar meu bilhete de trem.

Resumindo, programe-se para estar no seu lugar de retorno pelo menos 2 dias completos, antes do voo de volta.

O bom disso tudo é que somei mais um dia a Paris e sempre tem algo para ver! São tantos os atrativos que sempre volto à cidade para conhecer algo novo! Nem preciso falar na Torre Eiffel, Louvre, Arco do Triunfo, Champs-Élysées e Sacré-Cœur.

Meus lugares clássicos preferidos são a Ópera Garnier e o bairro Montmartre. Se puder, conheça Paris em dezembro para conferir de perto a magia do Natal. É emocionante!

Mínimo: 4 dias de estadia.

Europa pela Primeira Vez: Roteiro de Trem

Photo via @jk. Unsplash

Existem muitas outras possibilidades de roteiros de trem na Europa. Uma união interessante é Portugal e Espanha; Alemanha com República Tcheca; Itália e Suíça ou até Áustria e Hungria. Este último combina muito com trechos de ônibus, assunto para outro post!

Além disso, não me aprofundei nos trens regionais, que são ótimos para explorar em uma viagem de mochilão em único país. Destinos como Itália, Suíça, Alemanha têm cidades incríveis e totalmente servidas pelos trilhos.

Há também as rotas temáticas sobre os trilhos. A Rota Romântica na Alemanha, a do Vale de Loire na França, pela Toscana na Itália, Alpes, Mediterrâneo, Nórdicos e muitos outros trechos que são verdadeiros sonhos!

Espero que você tenha gostado deste roteiro montado, especialmente para brasileiros na Europa com destinos clássicos e bem acessíveis! Em geral, todos esses trechos de trem podem ser feitos pagando-se apenas entre 15 e 35 euros* (com 3 meses de antecedência).

Na hora da compra, lembre-se de liberar seu cartão de crédito para compras internacionais. Além disso, saiba que dificilmente você conseguirá parcelar. Esse é mais um motivo para você comprar meses antes do seu embarque. Assim, você já paga pelos trechos antes de sair do Brasil e libera seu limite para os dias da viagem.

Até a próxima!

*valores de 2020

 

Poderá ter interesse: Veja por que você deve estudar na Europa5 países Erasmus com a mensalidade mais barata

Scroll To Top